Archive for the ‘descategorizados’ Category

Ainda se usa disquete para entrega de IR!

Quando recebi esta notícia do Baguete, não sei se me surpreendeu mais o fato de existirem pessoas ainda usando disquetes ou o fato de a Receita Federal alegar que o motivo de aceitar tal meio de entrega se deve às limitações de algumas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal em lerem outras alternativas de mídia.

De qualquer forma, neste ano, 6 (seis) gaúchos usufruiram do recurso de entrega através de disquetes. Até quando eles poderão continuar usuando tal opção?

Anúncios

Enfim uma votação política decente

Hoje li uma notícia no jornal que me surpreendeu muito: Por unanimidade, Câmara de Novo Hamburgo vota por 14 vereadores.

Este é um exemplo no qual a mobilização popular fez diferenças. Na mesma notícia fala-se sobre vereadores que usaram o espaço para justificar porque estariam mudando seu voto. Na minha opinião a única justificativa é a seguinte: ficaram com medo de perder votos nas próximas eleições! Não acredito que eles tenham pensado no bem do povo (se tivessem, não precisariam mudar o voto, já seriam contra desde o início!). Num momento que se fala em cortes de despesas em esferas públicas, qual a justificativa para aumentar o número de vereadores?

Deixo meus parabéns não aos vereadores, mas a todos os organizadores que batalharam contra este absurdo. Eles criaram abaixo-assinados (eu inclusive assinei um deles), foram para as ruas mostrando os vereadores que queriam votar a favor, enfim, fizeram a voz do povo ser ouvida. MEUS PARABÉNS a vocês. E também a todos que compareceram em massa para pressionar contra este absurdo (a sessão ficou lotada e algumas pessoas, inclusive, foram barradas).

O que fazer com cartões (de crédito) indesejados?

Eu estava “passeando” pelo excelente Efetividade.net do Augusto Campos, quando encontrei este texto muito bom:

Utilidade extra para seus cartões indesejados

Tem dicas muito interessantes! Vale a pena conferir.

Como DBAs matam dragões

Esta quase poderia ser um link, mas não vou classificar assim, pois fica mais para diversão de uma sexta a noite.

Obrigado pela dica Getulio!

Clique aqui para chegar na fonte original: Como DBAs matam Dragões

Como se decepcionar com uma loja online II

Pois então, parece que a lista de lojas virtuais com as quais me decepciono vai aumentar. Depois da primeira decepção, agora chegou a vez da PontoFrio.com me decepcionar.

Fiz a compra sem maiores problemas através do Firefox. Fiz meu cadastro, digitei meu endereço de entrega e cobrança e escolhi a forma de pagamento. Tudo na maior tranquilidade. Daí chegou o momento de pagar (outra vez com transferência bancária). E para minha imensa surpresa, o mesmo erro que ocorreu no meu outro relato. Já escaldado, abro um atendimento via chat para tentar resolver meu problema. Para encurtar a história, deixo que a imagem fale por mim:

Chat PontoFrio.com

Como se decepcionar com uma loja online

Depois de insistir por quase 1 dia para tentar fazer o pagamento de uma compra que realizei na Livraria Saraiva, consegui finalmente descobrir o motivo do problema: o sistema de pedidos deles não foi escrito para funcionar em Firefox! 😦

Pois é! Consigo fazer a escolha de meu produto, informar meu dados e escolher minha condição de pagamento. Mas quando vou realizar o pagamento, só se estiveres usando um IE para pagar (urg!!!!). Os desenvolvedores não conhecem padrões?

Além da frustração com a plataforma necessária para pagamento, houveram outras grandes frustrações. Vejam minha sequência de tentativas mal sucedidas para fazer um pagamento (parece que não fazem questão de receber meu dinheiro!):

  • Primeiro tentei o atendimento online. A moça me disse que era problema com o banco e que eu deveria ligar para o banco! Eu ainda questionei ela se eles não queriam receber meu pagamento, mas não houve flexibilização, ela não demonstrou vontade de resolver meu problema. Acho que minha questão fugia do roteiro padrão dela!
  • Tentei ligar para o telefone de Televendas, pois era da minha região. Eles só vendem! Não podem encaminhar a ligação para o setor de atendimento. Teria que ligar para o SAC
  • Liguei, contrariado, para SP (vamos gastar em interurbano e acabar com minha economia!). Um menu mal feito me conduziu para uma opção, onde fui desligado!
  • Tentei então alterar minha forma de pagamento de meu pedido. Descobri que uma vez finalizado o pedido, não posso mais alterar a forma de pagamento (mesmo que eu não tenha pago!).
  • Depois disso resolvi enviar um contato através da opção ofertada na página da loja. Expliquei toda a situação e pedi para alterarem minha condição de pagamento. Esperava uma resposta rápida! Somente no outro dia um atendente me retorna a resposta padrão: “Informamos que depois de finalizado o pedido, não existe a possibilidade de incluir itens, ou alterar a forma de pagamento.”. Ou seja, sem flexibilização e vontade de resolver meu problema.

Será que estou comentando um pecado ao tentar pagar meu pedido?

  • Última tentativa: vou cancelar meu pedido e incluir um novo, escolhendo uma forma de pagamento alternativa – boleto. Chego no momento de imprimir o pagamento (é agora que consigo!) e… surge novamente a mesma tela de erro que obtive na minha primeira tentativa. Neste momento descobri que era preconceito com meu navegador!

Bom, além da decepção pelo preconceito de navegadores, fica também a decepção por uma atendimento pós-venda totalmente insatisfatório. Apenas não comprei em outra loja pois o produto que desejava não encontrei em outra loja no prazo que eu precisava.

Os malfeitores serão punidos?

Já escrevi aqui em outra ocasião sobre estas empresas que agem de má fé em relação à cobrança de uma suposta anuidade do registro de domínio.

Por isto foi com muita alegria que li esta notícia relatando a denúncia por estelionato feita pelo Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) contra estas empresas. Surpreendeu-me o fato de até a Justiça Federal do Rio Grande do Sul ter sido vítima destes falcatruas!

TVE-RS vai acabar?

Pois se depender das atitudes do atual governo, parece que sim. Uma das poucas emissoras de qualidade em rede aberta terá seu fim decretado pela governadora que, em teoria, deveria incentivar a cultura, dada sua origem “intelectual”.

Maiores detalhes: TVE/RS e FM Cultura correm risco de extinção.

Incompetência nas “telecoms”! Até quando?

Quando leio relatos como este, meu sentimento é de desolação. Desolação pois parece que este tipo de atendimento de telecoms (apesar de conhecido pela quase maioria dos clientes) e denúncia, não gera nenhum tipo de mudança. Os órgãos fiscalizadores parecem também não regulamentar a contento. Existe esperança?

Apenas para citar algumas experiências pessoais:

  • o técnico na NET veio olhar a “qualidade” de minha imagem; ficou “agendado” a troca do cabo; ainda não recebi a visita “agendada” para a segunda-feira seguinte (fazem 2 semanas!)
  • fazem 5 anos que tento trocar minha internet fornecida pela BrasilTelecom Oi (nem entrarei nos motivos, mas são diversos!); infelizmente não tenho opção! (isto é o que chamam de livre concorrência?) 😦

Poderia citar mais casos e estender este relato, mas pouparei os leitores.

Já fiz um relato antterior e vale a pena conferir esta questão levantada pelo grande Cesar Brod!

Cuidado com os boletos fraudulentos

Sempre soube que não era o único a receber cobranças indevidas de impostores que se aproveitam da boa fé ou falta de informação dos outros para ganharem dinheiro sem fazer esforço.

Esta semana eu estava atualizando minha leitura da BR-Linux.org e vi esta publicação falando a respeito, e resolvi me juntar ao Task e ao UniqueNet na divulgação destes casos. Já recebi estes boletos e sei de clientes que também recebem.

Se um boleto destes vai direto para o departamento de cobrança, onde nem sempre se tem as informações necessárias, é possível que acabem pagando. Um meu cliente quase passou por isto.

Mas isto não é exclusividade de domínios de internet. Recentemente participei do processo de registro de uma marca, e qual não foi minha surpresa ao receber um boleto de “taxa facultativa” referente ao serviço que já havia sido pago para um escritório de patentes!

Fica a dúvida: não seria possível acabar com estas empresas fraudulentas? Isto não é estelionato? Advogados de plantão, mandem suas dicas. Agradecemos a colaboração.