Archive for the ‘LVM’ Tag

[CC] Estendendo uma partição LVM

Embora seja uma tarefa simples e fácil de executar com LVM, até o momento eu ainda não tinha passado pela necessidade de estender uma partição lógica. Pois agora me surgiu a necessidade e fui executar em ambiente de testes antes de fazer em produção. Realmente é BEM SIMPLES e funcional!

Existem diversos tutoriais, mas acabei usando [1] e [2]. Do primeiro fica a dica que a extensão pode ser feita definindo um novo valor ou então através da adição de espaço que se deseja (e possua). Do segundo fica a dica sobre a execução do “e2fsck”. Nunca é demais conferir! 😉

Então seguem meus passos (para consultas futuras):

# umount /PARTIÇÃO
# lvextend -L<NOVO-TAMANHO><UNIDADE> /dev/<GRUPO-DE-VOLUME>/<NOME-PARTIÇÃO>
# e2fsck -f /dev/<GRUPO-DE-VOLUME>/<NOME-PARTIÇÃO>
# resize2fs -p /dev/<GRUPO-DE-VOLUME>/<NOME-PARTIÇÃO>
# e2fsck -f /dev/<GRUPO-DE-VOLUME>/<NOME-PARTIÇÃO>
# mount /PARTIÇÃO

Referências:
[1] Extending a logical volume – http://www.tldp.org/HOWTO/LVM-HOWTO/extendlv.html
[2] How to resize LVM logical volumes with ext4 as filesystem – http://pubmem.wordpress.com/2010/09/16/how-to-resize-lvm-logical-volumes-with-ext4-as-filesystem/

Renomeando um grupo de volume : da teoria à prática

Embora eu já faça uso de servidores com LVM a um bom tempo, até o momento nunca havia precisado renomear nenhum Grupo de Volumes. Desde que o amigo Adriano Gomes me alertou sobre as dificuldades em lidar com volumes de mesmo nome em 2 discos diferentes em um único servidor (para voltar uma cópia, por exemplo), tenho tomado o cuidado para criar nomes únicos para meus Volumes.

Apesar destes cuidados, recentemente acabei me passando e configurando 2 servidores com nomes que já havia definido. Mas só percebi depois de instalados e totalmente configurados! Para evitar eventuais problemas futuros, resolvi renomear o Grupo de Volumes de ambas as máquinas.

Pensando no processo e como sistemas Linux tratam tudo como arquivos, raciocinei: (1) renomeio, (2) altero a fstab e, finalmente, (3) regero o initrd e tudo estará feito! Bem a realidade me mostrou que não foi bem assim…

Continue lendo

Slackware 13 + software RAID + LVM

Hoje concluí a instalação do Slackware 13.0 em um ambiente com software RAID e LVM.

Seguindo os passos descritos neste post/tutorial ficou fácil instalar (embora eu não tenha utilizado o Grub)!

Pra quem prefira uma explicação em português, este tutorial também é muito bom (descobri este só depois de ter seguido o tutorial anterior!).

No entanto, alguns pequenos detalhes nos tomam mais tempo do que imaginamos neste mundo informata! Algum simples passo, que no final se revela ridículo, acaba roubando-nos minutos (as vezes horas!) preciosos.

Quem nunca passou por isto que atire o primeiro mouse.

O meu detalhe foi o conjunto de HDs SCSI utilizados nesta instalação. Embora tenha lido em algum lugar (perdi a referência agora!), demorou para a “ficha cair” e eu dar-me conta que eu precisava adicionar o módulo da controladora SCSI no comando mkinitrd.

Bom, para ficar registrado (e talvez servir de referência para mais alguém) vou deixar aqui a saída do comando que utilizei:

# minitrd -c -k 2.6.29.6-smp -m ext4:sym53c8xx -f ext4 \
   -r /dev/vg00/root -L -R -o /boot/initrd-2.6.29.6-smp.gz

Lembro que os passos anteriores ao mkinitrd podem ser encontrados no último link que citei.

Aproveito para lembrar também que talvez tenhas que adaptar conforme sua controladora SCSI.